16 de jul de 2008

O Tiago te mandou uma carta

Irmão de Jesus, e líder da Igreja de Jerusalém. Esse é o autor da carta com o mesmo nome. Ele chama a si mesmo de "mestre" (3.1) uma vez que ensina belas lições para todos os que pretendem seguir a Cristo. Essa carta foi escrita em 48 d.C em Jerusalém, 15 anos após crucificação e ressurreição de Nosso Senhor. Se essa informação proceder então será a literatura mais antiga da igreja cristã.

Foi escrita a todos os cristãos quando a Igreja ainda era de maioria judaica e antes da expansão do evangelho entre os não judeus, antes do concilio de Atos 15. Trata de assuntos práticos da vida cristã. Tiago toca em um tema que hoje quase não se fala no seio da igreja como, por exemplo, pobreza e riqueza. Descreve com precisão o processo de tentação. Alerta sobre o preconceito, o falar e o agir, o criticar, orgulho e humildade, paciência, oração e fé.

No entanto uma das mais conhecidas advertências de Tiago trata sobre a necessidade de não somente crer como também agir. Para Tiago não adiantaria alguém dizer que tem fé se não provar por meio das suas ações que a sua fé é viva e verdadeira. "Portanto, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem ações está morta" (2.26). Com clareza e vigor, Tiago nos mostra como devemos agir e viver, se é que queremos ser cristãos de verdade. Logo concluímos com Tiago que a verdadeira fé cristã se constata com ações cristãs.

Resumo e conteúdo de cada capítulo
1. Saudação (1), Fé e sabedoria (2-8), Pobreza e riqueza (9-11), Provas e tentações
(12-18), Ouvir e fazer (19-27).
2. Tratamento igual para todos (1-13), Fé e ação (14-26).
3. Dominar a língua (1-12), A verdadeira sabedoria (13-18).
4. Amizade com o mundo (1-10), O hábito de julgar os outros (11-12), O futuro a
Deus pertence (13-17).
5. Aviso aos ricos (1-6), Conselhos finais (7-20)

E hoje? O que Tiago nos ensina? Tiago no ensina que não devemos só pensar nos nossos interesses, mas aprender o que significa amar de fato e assim não desvincular a fé de atitudes coerentes com os valores de Deus. A espiritualidade verdadeira é aquela que nos leva a dependência de Deus, isso pode ser constado na oração, por exemplo. A “oração é sempre ouvida e a sua resposta é sempre certa, não importa qual seja, porque Ele sabe o que é melhor para nós”. Fica, portanto como sugestão para os próximos 5 dias a leitura da Carta de Tiago, o irmão de Jesus.

Fontes: Concordância Exaustiva do Conhecimento Bíblico, Notas Introdutórias da Nova Tradução Linguagem de Hoje. Versão eletrônica da Bíblia On Line 3.0 – Sociedade Bíblica do Brasil

Um comentário:

  1. Muito bom! Seus textos são ótimos, tenho lido com frequência e estou aprendendo muito. Peço desde já permissão para divulgar suas ideias e os princípios ensinados em seu blog. Isso vale tanto para os conceitos políticos como cristãos. Irmão amado, tenho certeza que o Senhor é contigo e que tem sido a tua voz! Graça e paz seja convosco!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...