11 de ago de 2011

Bruxismo aumentam entre as crianças


Problema já é a terceira causa da ida dos pequenos aos consultórios odontológicos.

 

O bruxismo em crianças passou a receber maior atenção por parte dos pais, o que aumentou a busca por tratamento para os pequenos nos consultórios dos dentistas. De acordo com a professora da USP Kranya Victoria Díaz-Serrano, o problema é a terceira causa da ida de crianças levadas por pais ao dentista, ficando atrás apenas da cárie e de traumatismos dentais. 


Segundo a especialista, o novo quadro mostra que a percepção do bruxismo mudou bastante nos últimos tempos.


— Antes, eram os profissionais que, numa consulta por outro motivo, notavam que a criança estava rangendo os dentes. Agora, é a família que percebe o problema e procura ajuda — explica.

Para a professora, que lidera diversas linhas de pesquisa dedicadas ao estudo do distúrbio e das Desordens Temporomandibulares (DTM) na população infantil, essa intervenção da família aumenta as chances de um diagnóstico precoce  e de um tratamento eficaz. No entanto, ela firma que há uma carência de profissionais especializados em bruxismo e DTM em crianças, o que tem resultado no aumento da demanda para este atendimento específico.


— A alta ocorrência do distúrbio gera uma necessidade cada vez maior de profissionais capacitados — diz Kranya.


Bruxismo infantil

O bruxismo é um hábito parafuncional involuntário caracterizado pelo apertamento e rangimento dental, que pode se manifestar em adultos e crianças, tanto em vigília quanto durante o sono — o que é mais comum.
 

Estudos procuram entender o perfil psicológico do paciente com bruxismo, assim como os fatores de risco para o desenvolvimento do problema.


— Nos perguntamos se hábitos como mascar chiclete ou roer unhas podem ter alguma relação com a doença, como apontam as tendências, mas não existe comprovação científica para isso — afirma a professora.


O ranger e apertar dos dentes pode trazer consequências como desgaste dental, dor facial ou até mesmo alto impacto nas estruturas mastigatórias.


Pesquisas já revelaram que a aplicação de técnicas terapêuticas complementares, como a acupuntura, são eficazes no alívio da dor muscular e diminuem a ansiedade e estresse, considerados fatores de risco para a manifestação desta desordem.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...